terça-feira, 7 de dezembro de 2010

A Criação do Mundo

A Criação do Mundo

Oração: Querido Deus, obrigado por este ano que se inicia par o Culto Infantil. Abençoa os nossos encontros e faça com que saiamos daqui sempre com uma bela mensagem. Amém.

Estória – A Criação do Mundo

Agora, mais uma vez, preste muita atenção. Então lhe contarei também como Deus fez tudo que existe.
Há muito, muito tempo, Deus criou o céu e a terra. No céu -tudo já era lindo, e claro, e alegre. Lá morava Deus com todos os anjos. E os anjos cantavam divinamente.
Mas na terra ainda não morava ninguém. Ali ainda não era lindo. Ali fazia frio, e era quieto e escuro, muito escuro. E toda a terra ainda estava coberta de água.
Então Deus pensou assim: "Quero embelezar a terra também".
Ele disse: "Que se faça luz!"
E houve luz porque Deus o ordenou. O que Deus diz, isto já se realiza.
Mas quando veio a noite, a terra ficou novamente na escuridão. Isso era preciso mesmo, pois à noite sempre escurece.
E Deus disse: "Quando é claro, então é dia; e quando é escuro, então é noite."
E assim passou-se o primeiro dia.
No segundo dia, Deus continuou seu trabalho.
Ele disse: "Sobre a terra deverá resplandecer um céu azul!"
E logo se fez assim: Via-se então muitas nuvens brancas balançando-se no céu azul. Era lindo de se ver.
Então anoiteceu outra vez. Passou-se também o segundo dia.
A terra toda ainda estava coberta de água. Mas no terceiro dia, Deus secou uma grande parte da terra. De lá Ele afastou toda a água. E Deus disse: "A parte seca é a terra, e a água é o mar."
Então Deus fez crescer de tudo na parte seca: capim, flores e árvores. As flores tinham um perfume agradável e floresciam tão belas! As árvores balançavam-se ao sopro do vento.
Sim, como a terra estava ficando linda agora!
Mas no quarto dia ficou tudo mais bonito ainda. Porque agora Deus fez o sol. Este aparecia de manhã no céu, subia mais e mais e esquentava a terra. As flores voltavam-se para a luz clara e tornaram-se muito mais bonitas. Quando começou a anoitecer, o sol foi descendo, e finalmente desapareceu.
Mas não ficou mais tão escuro, pois agora a lua estava no céu. Deus também já a tinha feito. E as estrelas brilhantes também.
Deus disse: "0 sol deverá sempre brilhar durante o dia, e a lua, à noite."
E assim se fez.
Então chegou o quinto dia.
E você sabe o que Deus criou então?
Os peixes e os pássaros.
Os peixes brincavam na água, e os pássaros cantavam nas árvores. Era como se quisessem mostrar a Deus como se alegravam.
Deus ensinou os pássaros a fazer seus ninhos. Ele disse: "Agora vocês devem por ovos e chocá-los, então sairão novos pássaros. Assim haverá sempre mais pássaros na terra."
E assim, passou-se o quinto dia.
No sexto dia, Deus criou o que de mais belo existe.
Primeiramente, todos os animais: os cavalos e o gado, os carneiros e os coelhos, o grande elefante e minúsculo ratinho. Eles todos foram feitos por Deus.
Aí Deus disse: "Agora Eu quero fazer um homem. Um homem semelhante a Mim".
E Deus fez o primeiro homem e chamou-o Adão.
E Deus disse: "Adão, você vai ser o senhor de tudo que Eu fiz: dos peixes, das aves e de todos os animais. Todos devem obedecer-lhe, e você deve obedecer a Mim."
Isto Adão compreendeu bem.
Então havia passado também o sexto dia.
No sétimo dia, Deus descansou de seu trabalho. Pois a terra estava pronta.
Deus abençoou este dia.
E daí em diante, todos os homens deveriam descansar de seu trabalho no sétimo dia.
Não existe nada no mundo que Deus não tenha feito.
E no mundo inteiro não existe uma criança da qual Deus não cuide.
Você quer sempre se lembrar disso?

Oração final: Senhor, meu bondoso Deus, tu que criaste o mundo, pensando em dar uma boa vida para nós, ajuda-nos a não destruirmos o nosso mundo. Muito obrigado por este presente. Amém,

Sugestões de atividades:

  1. Você pode reforçar que o 7° dia foi o dia de descanso e pedir às crianças que desenhem o que pode ser feito no domingo;
  2. Você pode sugerir às crianças que façam um painel (seja com desenhos, pintura ou colagem) a respeito da criação do mundo, ou seja, colocando tudo o que foi criado por Deus;
  3. A terceira sugestão é a atividade que está na próxima página. Peça às crianças para desenharem o que foi feito por Deus a cada dia nos círculos correspondentes.








A CRIAÇÃO DO MUNDO


N
No 2° dia, Deus fez o dia e a noite

o 1° dia, Deus separou o céu, a terra e o mar















No 4° dia, Deus fez os 2 grandes luzeiros

No 3° dia, Deus fez as plantas














No 6° dia, Deus fez os animais da terra e os seres humanos


No 5° dia, Deus fez os animais do céu e do mar










CREDITOShttp://www.luteranos.com.br/101/infantil/historias.html


Adão e Eva

Oração – Abençoa Senhor este nosso encontro e o dia de hoje. Amém!

Estória – Adão e Eva

Adão passeava num jardim muito bonito. Na grama floresciam as flores. Nas árvores havia pássaros cantando. Frutas gostosas pendiam sobre sua cabeça: uvas, maças e muitas outras.
Havia também animais de toda espécie. E todos os animais eram mansos e pacíficos. Não havia entre eles nenhum animal feroz, nenhum que fizesse mal ao outro.
Como era bom estar neste belo jardim!
Sabe como se chamava o jardim?
Jardim do Éden ou o paraíso.
Sabe quem mais estava lá? Deus, o Senhor.
Foi Ele quem fez o Jardim, e deu-o a Adão, para nele morar. Deus cuidava de Adão, como um pai cuida de seu filho. Ele queria que Adão ficasse bem alegre e feliz.
Às vezes, quando Adão passeava no paraíso, o Senhor vinha conversar com ele. Adão ouvia a voz de Deus e f içava muito contente.
Porque o melhor de tudo para Adão era saber que Deus estava tão perto dele !
Adão tinha de cuidar do belo jardim. Também podia comer de todas aquelas frutas boas, quanto quisesse.
Mas havia uma árvore da qual Adão não devia comer. Esta árvore estava no centro do jardim e chamava-se: "Arvore da Ciência do Bem e do Mal."
Deus tinha dito: "De toda árvore do jardim comerás, só desta uma não comerás. Porque se dela comeres, certamente morrerás."
Adão obedeceu às palavras do Senhor.
Sempre se desviava daquela árvore.
Pois não queria magoar a Deus.
Um dia, Deus trouxe todos os animais a Adão, para que ele desse um nome a cada um. Os nomes que ele daria seriam mesmo seus nomes. Lá vinham eles, dois a dois, macho e fêmea, em uma longa fila. Primeiro, dois animais bem grandes, que foram chamados de elefantes.
Depois, dois passarinhos bem pequenos receberam o nome de beija-flor. Em seguida passaram dois leões, duas cobras, duas ovelhas, e a todos Adão deu um nome.
Mas depois que passaram todos os animais, Adão não estava mais tão contente.
Pois todos os animais vinham em pares. Cada qual tinha sua companheira. E Adão estava só.
Mas Deus percebeu bem o que Adão estava pensando. Deus tinha cuidado dele, e assim Adão nem precisava dizer o seu desejo.
E Deus Senhor disse: "Não é bom que o homem esteja só."
Então fez com que Adão caísse num sono profundo. Quando Adão acordou, estava uma mulher a seu lado. Esta Deus lhe havia dado. Ela chamava-se Eva.
Como Adão estava alegre! Pois agora já não estava mais sozinho. Levou Eva consigo para o belo jardim. Mostrou-lhe tudo. Indicou-lhe também aquela árvore, da qual não deviam comer.
Como eram alegres e felizes! Nunca sentiam dor. Nunca ficavam doentes. Não precisavam ter medo nem ficar tristes. Pois viviam bem perto de Deus. Deus era seu Pai, e eles, Seus filhos .
Tão felizes como eles eram, nunca mais nenhum homem na terra o foi.
Mas certo dia, tudo ficou muito diferente. E isto por culpa deles mesmos!
Eva passeava sozinha pelo jardim. Nisto ela chegou perto da árvore, cujos frutos eram proibidos. Então de repente ela ouviu alguém falar.
Quem seria?
Não era Adão. E também não era Deus.
Eva parou, curiosa. Então viu uma cobra que olhou para Eva com seus olhos cintilantes e falou: "Escuta, é verdade que vocês não devem comer de árvore nenhuma? Deus disse isso?"
Eva respondeu: "Que nada, nós podemos comer de todas as árvores, menos desta aqui. Pois então teremos que morrer. Foi isto que Deus disse."
Então a cobra olhou, maliciosa, e cochichou: "Ora, vocês não vão morrer, não! Deus certamente o diz, mas não é verdade. Pelo contrário, vocês ficarão ainda muito mais felizes. Vocês ficarão iguais a Deus, tão sábios e poderosos. Pode acreditar. Eu sei melhor que o Senhor. Podem comer sossegados desta árvore. Isso não faz mal."
Eva olhou para as frutas. Pareciam tão lindas! Deviam ser muito gostosas!
Então ela o fez. Apanhou uma fruta da árvore e comeu. Depois deu um pedaço a Adão, e também ele comeu da fruta. Deus havia proibido tanto, e assim mesmo o fizeram. Isto foi um grande pecado.
Mas, no mesmo instante, Adão e Eva sabiam que a cobra havia mentido.
Logo o sentiram.
De repente não mais se sentiam felizes. Ficaram tristes e com medo, e também com muita vergonha, pois só agora notaram que estavam nus. Até então, nunca haviam reparado nisso.
Mas agora o viam. Apanharam folhas grandes e delas fizeram aventais.
Então ouviram a voz de Deus que antes sempre os fazia tão alegres.
Mas agora a voz os fazia ficarem com medo. Fugiram. Esconderam-se de Deus, no meio dos arbustos. Desejavam não ser achados por Ele.
Mas Deus os achou!
Ele chamou Adão e disse: "Onde estás? Vem cá!"
Bem, agora tinham que sair do esconderijo, pois Deus os via de qualquer maneira. Tremendo, apareceram. Não se atreviam a olhar para Deus.
Deus perguntou: "Vocês comeram desta árvore?"
Ele perguntou assim num tom zangado e ao mesmo tempo triste.
Adão respondeu: "Sim, Senhor. Mas foi Eva que me deu um pedaço."
E Eva falou baixinho: "Sim, Senhor. Mas a cobra disse que eu podia comer da fruta."
Oh! Como Deus ficou zangado com a cobra! Ou melhor, com o mau inimigo, aquele que tinha incutido tais palavras na cobra. Na realidade, foi ele quem o fez.
Satanás, assim se chamava o mau inimigo. Ele tinha inveja de Deus e queria estragar Sua maravilhosa obra. E agora havia conseguido isso. Pois porque Adão e Eva haviam desobedecido, não mais podiam ficar tão perto de Deus. Agora tiveram que sair do belo paraíso.
Mas mesmo assim Deus ainda amava estes Seus filhos desobedientes. E prometeu-lhes que algum dia tudo ainda voltaria a ser bom.
Sim, Deus ainda amava Seus filhos. Cuidava bem deles.
De peles de animais ele fez roupas para Adão e Eva, e vestiu-os. Assim eles não sentiam frio.
Mas agora Deus os mandou para fora do paraíso E também não podiam voltar, pois um anjo estava de guarda na entrada e não deixava ninguém entrar.
Pobre Adão e pobre Eva! Era tudo muito triste. Mas a culpa era deles.
Como eram infelizes!
Mas algum dia, tudo ficaria bom outra vez.
E quando se lembravam disso, ficavam novamente um pouco alegres.

Oração final: Querido Deus, dá-nos coragem para não fazermos como Adão e Eva e seguir suas ordens, sem desanimar. Abençoa esta semana que irá começar e a todos que amamos. Amém!

Sugestões de atividades:

  1. Pode ser feita uma colagem da árvore da Ciência do Bem e do Mal, onde as crianças devem colocar, de um lado as coisas boas e de outro as coisas ruins que temos hoje no mundo.
  2. Pode ser feita uma atividade para as crianças maiores, onde elas deverão recontar a estória como seria se fosse nos dias atuais; o que elas acham que poderia ser a árvore da Ciência do Bem e do Mal.
  3. Pode ser feito um jogo utilizando virtudes e defeitos, representando o Bem e o Mal.



    CREDITOShttp://www.luteranos.com.br/101/infantil/historias.html

Um comentário:

  1. Querida Adriana, Primeramente quiero agradecerte por tu visita a mi blog.
    Vine a visitarte, tienes cosas muy lindas en tu blog, en especial ame esta historia de las herramientas, es realmente bella y con un gran mensaje para chicos y grandes, recibe un beso y un abrazo, FELICIDADES POR TAN LINDOS TRABAJOS.
    Dios continué bendiciendo tus manos creadoras.

    ResponderExcluir

GIRLSPT.COM - Cursores Animados